Visitando a loja.

E no dia 21 de outubro eu fui visitar a loja da construtora…é, aquela mesmo que falei no post passado, responsável pelo empreendimento que eu estava procurando. Pois é, não só eu fui na loja conversar com a corretora como também Bruno, minha cunhada, sogra e sogro, família do namorado em peso. Mas, quem acompanhou os processos com a gente foi só seu Ivanildo mesmo, enfim.

A moça simpática do chat tava lá, bem ocupada, tivemos que aguardar uns bons minutos até ser atendidos, mas tudo bem, não foi tão ruim, eu queria esperar, o assunto era importante e eu ia esperar o dobro se fosse preciso, hehe xD

Sentamos juntos, eu, Bruno, seu Ivanildo e a moça e começamos a falar, tirar algumas dúvidas que ainda restavam, ver o mapa do local onde a empreendimento vai ser construído, a planta do imóvel e umas coisitas mais.

Dai vem a parte mais importante e mais dura, o money.

Mas, antes tínhamos que escolher qual ia ser o nosso cantinho,  bloco, andar e apartamento. As opções eram poucas e a maioria pegava o sol da tarde, triste =/ Queríamos alto, questão de privacidade, barulho etc…decidimos pelo 703. Quando a moça foi confirmar, uma unidade perfeita tinha surgido (talvez uma desistência), Bloco 06, ap 704, alto e nascente.

E é hora dos cálculos, mais uma simulação, novos valores. Finalizado tudo, nesse momento a família toda de Bruno lá já, apoiando a compra, eu ainda tava na dúvida. Afinal, é uma decisão muito importante a ser tomada, não é qualquer roupa ou sapato que estamos comprando né?!

Mas no outro dia, na segunda-feira, 22 de outubro eu já tinha decidido de certeza, eu queria o apartamento e iria comprar com Bruno =D

Na noite do mesmo dia eu já enviei a cópia de alguns documentos e no dia seguinte, terça-feira, 23 de outubro, enviei os que ainda faltavam.

 

Estava tudo lindo até que no dia 24 de outubro uma moça do administrativo da construtora me liga…

Tudo começou no chat online.

18 de outubro, quinta-feira – Um dia de trabalho como qualquer outro, e eu escuto um colega conversar com outro sobre um apartamento que ele havia comprado e tá pagando [Eu já tava interessada em apartamentos mas não encontrava um que agradasse a mim e a Bruno (aquele que me atura desde 09/04/2008) =/]

Foi ai que eu decidi entrar no site da construtora, essa de grande porte e confiável, o que me fez acreditar no empreendimento e abrir um sorriso no meu rosto.

Antes mesmo de eu falar qualquer coisa ao meu amado, lá estava eu, no chat da construtora conversando com uma moça simpática e perguntando detalhes e formas de pagamento do meu futuro Lar Cerejeira ♥

Tiradas minhas dúvidas e analisado a possibilidade de compra, uma vez que as condições de pagamentos estavam dentro do meu orçamento, corri pro gtalk pra contar a Bruno da oportunidade que tínhamos pela frente. (Lembrando que o empreendimento fica a 3 km da Cidade da Copa, ou seja, é um bom negócio para investir também.)

E, como eu já esperava, Bruno gostou e me disse: “vamo nessa! eu topo!”. Não tem como não ficar feliz quando você tem o apoio de quem ama né?!

Finalizei o atendimento no chat online e mandei um e-mail todo detalhado e explicativo pro meu futuro marido com todas as informações que coletei e pedi pra que ele mostrasse ao seu pai, afinal, meu sogro trabalha em construtora e iria entender melhor do que nós dois se aquele era realmente um bom negócio.

Eu ansiosa que sou, não parei de perguntar a tarde inteira a Bruno se o pai dele responde e-mail rápido, se ele iria responder ainda hoje e bla bla bla.

Finalzinho da tarde…

Bruno: pera, meu pai ligou.

Eu: e ai, e ai? ele disse o que?

Bruno: ele disse que gostou, construtora grande…(e mais um bocadinho de coisas positivas)

Me enchi de felicidade quando soube que tinha o apoio dele, seu Ivanildo, meu sogro.

 

E no dia 21 de outubro eu fui visitar a loja da construtora…